Segunda-feira, 17 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Segunda-feira, 17 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Opinião Terça-feira, 11 de Julho de 2023, 09:05 - A | A

Terça-feira, 11 de Julho de 2023, 09h:05 - A | A

Conversa com João Eloy

Clube Patucha – O Delírio

João Eloy

O site Alô Chapada vai trazer, ao longo do mês de julho, cinco textos e muitas fotos que contam a história do lendário Clube Patucha, inaugurado no ano de 1974, em Chapada dos Guimarães, e que se transformou em um "point da época". 

Ordem dos textos: - A Ideia; - A Inauguração; - A Revolução; - O Delírio; - A Saudade.

 

Clube Patucha – O Delírio

“Amanhece, a névoa fina, vai aos poucos se extinguindo e o sol, varrendo a neblina, mostra Chapada sorrindo. Fria e no trato tão quente, beleza pacata e calma... Gosto de ti simplesmente porque, Chapada, tens alma! ”

O Clube PATUCHA fazia o chão de Chapada tremer, “Engenho Novo estremeceu, garapa é meu bagaço é seu. A canoa virou, tornou revirar, comadre Maria não soube remar. Dona Dedé, Didi, Dudu, acende o fogo no tacuru. ”
“Foi cana verde, toda enfeitada, foi na balança, não pesou nada. Foi numa onde, foi enganada, toda garapa saiu aguada. Pendão de cana é que nem flor de laranjeira, caindo fácil deixa a gente de bobeira. Nessa ilusão, só vai quem quer! ”
Era PA, era PATU, era PATUCHA, era PATUCHA-SOM, era PATUCHAÇÃO!

Não se falava em outro assunto na serra-acima. Todos esperavam, com ansiedade, os finais de semana.
Três foram os grandes shows nacionais que aterrissaram em nossos salões: o primeiro, a gravação do destacado programa televisivo “Chora Viola”, do Compadre Crispim, com a famosa dupla Milionário e Zé Rico que, em uma noite fria de neblina cobrindo a cidade, a lotação foi esgotada.

Os que não conseguiram adentrar no salão, se agasalharam nos oitões das paredes externas do clube, contentando-se em ouvir o som que vinha de dentro. Ao final do evento, formou-se uma enorme fila de fãs incrédulos, ao verem tão de perto ídolos de tão grande envergadura. Insistentes, solicitavam autógrafos dos ídolos da música sertaneja.

O segundo, foi o show de um jovem sacerdote chamado Padre José. Muito sorridente e simpático, havia sido lançado no Programa do Chacrinha, o maior comunicador de todos os tempos. Vestindo sua enorme batina preta e usando o colarinho branco, viajava todo o Brasil, divulgando o “long-play” que havia gravado.

O povo se surpreendia com o sacerdote cantor, sobretudo em um clube de dança! Literalmente, ele quebrava padrões. Sua imensa simpatia, porém, seduziu a todos, inclusive algumas garotas que gritavam histéricas ao seu redor, solicitando seus contatos. Logicamente, o padre se desvencilhou com marcante diplomacia!...

O terceiro foi um show do cantor José Ricardo, uma das grandes revelações do Programa “Jovem Guarda”, comandado pelos ídolos da juventude Roberto e Erasmo Carlos. Aproveitei que o cantor veio se apresentar no Clube SAYONARA, de propriedade de meu amigo Nazir Bucair, e solicitei uma esticada até Chapada.

O delírio dos frequentadores foi bem maior do que o evento das outras apresentações nacionais pois o José Ricardo se dizia amigo íntimo do Roberto Carlos, que era o rei da jovem guarda.
Em sua simplicidade, José Ricardo ficou encantado com a nossa banda e muito surpreso ao saber que éramos todos autodidatas e, mesmo tocando de ouvido, em poucas horas aprendemos a acompanhar suas canções.

Lembro-me que ele exclamou ao final do ensaio:
- Ah! Se eu tivesse um grupo de músicos bons como este para me acompanhar em São Paulo! Vocês são muito bons! Não querem ir para São Paulo comigo? Esta cidade está de parabéns!
Alguns anos depois, em um show da cantora Beth Carvalho no Rio de Janeiro, aproximei-me dele no camarim, toquei em seu ombro e perguntei:
- Você lembra de mim?
Ele se voltou rapidamente em minha direção e, manifestando surpresa, exclamou:
- Claro, você é dono do Clube PATUCHA lá em Chapada dos Guimarães!
- É isso mesmo, caro amigo, que bom que você lembrou!

- Acesse aqui o texto: A Ideia

- Acesse aqui o texto: A Inauguração

- Acesse aqui o terxto: A Revolução

João Eloy é chapadense, médico, professor, escritor, compositor, músico, apresentador do Programa Varanda Pantaneira e articulista do Alô Chapada

 

O Alô Chapada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço, que é de livre manifestação

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Álbum de fotos

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Comente esta notícia