Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Opinião Terça-feira, 13 de Junho de 2023, 09:00 - A | A

Terça-feira, 13 de Junho de 2023, 09h:00 - A | A

Conversa com João Eloy

Clube Patucha - A Ideia

JOÃO ELOY
Da Redação

O site Alô Chapada vai trazer, ao longo do mês de junho, cinco textos e muitas fotos que contam a história do lendário Clube Patucha, inaugurado no ano de 1974, em Chapada dos Guimarães, e que se transformou em um "point da época". Começamos hoje com, A ideia:

Ordem dos textos: - A Ideia; - A Inauguração; - A Revolução; - O Delírio; - A Saudade.

 O LENDÁRIO CLUBE PATUCHA – A ideia

Olhando de perto as festas “raves” de hoje em dia em todas as ruas nuances algumas vezes assustadoras, dá medo! Via de regra rolam situações embaraçosas, para não dizer perigosas, nesses locais.

Então, sinto saudade da década da inocência, quando realizávamos festas em Chapada dos Guimarães, no lendário clube PATUCHA, acrônimo criado por mim das palavras: PANORAMA TURÍSTICO DE CHAPADA.

A Chapada dos Guimarães, cidade acolhedora da serra-acima, possuía apenas duas ruas principais, mal iluminadas, ruas de terra margeadas por valetas profundas e perigosas por onde corria as águas da chuva. A imensa praça central, recém-criada, era riscada por trieiros, ladeada por capim; aqui e ali observavam-se raros canteiros de hortênsias. O lazer da pequena população se resumia às comemorações de festas de santo: Sant’ Ana e Senhor Divino, aguardadas com muita ansiedade.

Recém-chegado ao meu rincão natal, depois de muitos anos ausente buscando o bacharelado em Medicina e ainda com o sangue fervendo pela lembrança dos festivais universitários de música, dos quais participara intensamente, senti-me incomodado com os acontecimentos vigentes em minha cidade, a neblinosa Chapada dos Guimarães.

A única diversão mais comum eram os jogos de futebol num campo improvisado e mal sinalizado, para onde se dirigiam os atletas e seus familiares, acomodados nos pequenos montes de terra ao redor, onde a torcida era apaixonada e calorosa. Depois, vitoriosos e derrotados se reuniam nos bares onde, bebendo e fumando, comentavam os lances mais engraçados.

Foi numa dessas ocasiões, animando a festa com meu violão, que perguntei aos presentes:
– Galera, prestem atenção! O que vocês acham de montarmos uma banda e abrir um espaço de dança ao lado do Bar do Santos?
A aclamação foi geral:
– Ótima ideia, doutor. Até que enfim alguém tem uma ideia brilhante nesta cidade!
– Até já “bolei” o nome: PATUCHA.
Todos caíram numa gargalhada intensa:
– O que é isto, João Eloy?
Após as explicações, todos apreciaram e elogiaram a minha ideia e prometeram que, depois do empreendimento pronto, seriam os mais assíduos frequentadores. Em seguida, fizemos um brinde ao batismo do nome PATUCHA, uma palavra então, inexistente.

O passo seguinte foi dividir a ideia com meu irmão Joel Santos, dono do Bar Neves e colocarmos em prática a construção do enorme rancho de sapé, onde havia um grande palco margeando a pista de dança. O piso inteiro era de cimento queimado com vermelhão, próprio para uma pista de dança, bem deslisante. Tudo ficou simples, rústico, espaçoso e aconchegante. Faltava agora o mais difícil: aquisição de equipamentos de som e instrumentos musicais.

Assim, fui visitar meu amigo Nazir Bucair, dono de um Clube de muito sucesso em Cuiabá, o SAYONARA. O empresário me recebeu em sua luxuosa residência, anexa ao clube e, bebericando com ele um delicioso uísque, informou-me que estava renovando todo seu acervo de materiais e equipamentos e precisava se desfazer dos que estavam usados e em bom estado. O pagamento poderia ser feito em suaves prestações.

Fretei, então, a caminhonete de meu padrinho Antônio Eloy para transporte dos instrumentos. Estava dado o primeiro passo para a mais alucinante das minhas aventuras: o Clube PATUCHA!

Na próxima semana o site Alô Chapada publica a seguda parte da história -  O LENDÁRIO CLUBE PATUCHA - A Inauguração

Veja abaixo a galeria de fotos:

 

O Alô Chapada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço, que é de livre manifestação

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Álbum de fotos

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Arquivo pessoal

Patucha

Comente esta notícia