Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Geral Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 19:51 - A | A

Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 19h:51 - A | A

vitima de feminicídio

Família de advogada ressalta legado de honestidade, retidão e diz acreditar na Justiça

Conheça quem é Cristiane Castrillon

KATIANA PEREIRA
Da Redação

Na noite desta terça-feira (15), a família da advogada Cristiane Castrillon da Fonseca Tirloni divulgou nota aberta para agradecer o apoio de toda a sociedade diante do crime brutal que a vitimou. “A Cris, como sempre foi carinhosamente chamada por seus pais, irmãos, sobrinhos, familiares e amigos, deixa um legado de retidão, honestidade e conduta em todas as esferas em que ela pôde ser exemplo: como mãe, filha, irmã, esposa, tia, advogada, consultora e, principalmente, como amiga fiel aos propósitos que sempre acreditou e trabalhou para ver cumprir”, diz trecho da nota.

Sobre os desdobramentos do caso, a família reiterou que acredita firmemente na Justiça. “Sua vida terá servido de exemplo para que casos como este nunca mais se repitam. [...] Como pais e irmãos, agradecemos o privilégio que tivemos de conviver com a Cristiane ao nosso lado por todo este tempo. Temos a convicção do simples fato da Cristiane existir, já fez deste mundo melhor”.

CRIME NA CAPITAL

Investigações da Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), revelam que Cristiane apresentava várias lesões aparentes por espancamento e foi morta por asfixia.

Ela foi encontrada já sem vida, dentro de seu carro, no Parque das Águas, em Cuiabá, na tarde de domingo (13). O suspeito, Almir Monteiro dos Reis, um ex-policial militar de 49 anos, foi preso. Ele disse aos policiais ter conhecido a vítima no dia do crime. Ele foi autuado em flagrante por feminicídio.

PRESO EM CHAPADA

O suspeito está preso no Centro de Custódia da Polícia Penal em Chapada dos Guimarães.
Para a Justiça, o suspeito alegou ter esquizofrenia e pediu para que sua prisão fosse convertida em internação em hospital psiquiátrico. O pedido, no entanto, foi negado.
Almir então foi preso em unidade prisional para policiais.

Mesmo sendo ex-policial militar, a Justiça entendeu que o suspeito poderia ter a integridade física colocada em risco ao ser encarcerado com presos comuns, devido a sua atuação na PM.

QUEM É CRISTIANE CASTRILLON

Cristiane Castrillon da Fonseca Tirloni se formou em Direito na Unic (Universidade de Cuiabá) em 1999. É pós-graduada em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho; Gestão do Agronegócio; Gestão, Governança e Setor Público e MBA em Gestão de Políticas Públicas Municipais.

Cristiane Castrillon além de trabalhar na área do Direito, era professional coach, consultora e palestrante. Ela também atuou como instrutora do Sebrae em Mato Grosso e Rondônia e servidora no MPMT (Ministério Público de Mato Grosso).

Ela também foi consultora e instrutora credenciada do Sebrae Mato Grosso. Depois, exerceu o mesmo cargo no Sebrae Rondônia. Também atuou na coordenação e gerenciamento das atividades do departamento de gestão do MPMT.

Ela era viúva e deixou dois filhos, mãe, pai e muitos amigos.

NOTA ABERTA

A família da Cristiane Castrillon da Fonseca Tirloni vem a público agradecer a todos que, de certa forma, se comoveram com o seu falecimento. A Cris, como sempre foi carinhosamente chamada por seus pais, irmãos, sobrinhos, familiares e amigos, deixa um legado de retidão, honestidade e conduta em todas as esferas em que ela pôde ser exemplo: como mãe, filha, irmã, esposa, tia, advogada, consultora e, principalmente, como amiga fiel aos propósitos que sempre acreditou e trabalhou para ver cumprir.

Sobre os desdobramentos do caso, reiteramos que acreditamos firmemente na Justiça e que, com certeza, a sua vida terá servido de exemplo para que casos como este nunca mais se repitam.

Por fim, como pais e irmãos, agradecemos o privilégio que tivemos de conviver com a Cristiane ao nosso lado por todo este tempo. Temos a convicção do simples fato da Cristiane existir, já fez deste mundo melhor.

Obrigado a todos

Pais, irmãos, filhas, sobrinhos e amigos

 

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia