Terça-feira, 23 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Terça-feira, 23 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Fechou na Neblina Segunda-feira, 30 de Outubro de 2023, 14:25 - A | A

Segunda-feira, 30 de Outubro de 2023, 14h:25 - A | A

LÍDER DO RANKING

Mato Grosso é o estado brasileiro mais "masculino", diz IBGE

Para cada 100 mulheres, há 101,3 homens no estado; Rio de Janeiro é o com mais mulheres

Da Redação

Mato Grosso é o estado que tem proporcionalmente a maior quantidade de homens no Brasil. Eles são 50,3% da população, enquanto as mulheres são 49,7%.

Isso significa que há 101,3 homens para cada 100 mulheres em Mato Grosso. A diferença não é tão grande, mas já é suficiente para colocar Mato Grosso na frente do ranking nacional.

No Censo de 2010 porém, haviam 104,3 homens para cada 100 mulheres. Os dados são do resultado do Censo Demográfico de 2022, realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Na outra ponta da tabela está o Rio de Janeiro, onde as mulheres são a maioria da população. Lá, 52,8% da população são mulheres, contra 47,2% de homens.

Outros dados

O IBGE liberou também outros dados do Censo de 2022, referentes ao perfil da população, quanto à idade e sexo.

De acordo com os números, Mato Grosso está entre os 10 estados com o maior número de jovens, proporcionalmente. São 22,7% da população tendo até 14 anos.

Os jovens e adultos, de 15 a 64 anos, representam 69,6% da população e 7,7% tem mais de 65 anos.

Com isso, o índice de envelhecimento, que representa o número de pessoas com 65 anos ou mais em relação a um grupo de 100 crianças até 14 anos, é de 34%, o sexto menor do Brasil.

Já a idade mediana da população de Mato Grosso, que separa a metade mais jovem da metade mais velha da população no recorte geográfico, é de 32 anos, a oitava menor do ranking.

Reprodução

senso

 

* Com informação MídiaNews

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia