Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Chapada Quinta-feira, 01 de Junho de 2023, 13:00 - A | A

Quinta-feira, 01 de Junho de 2023, 13h:00 - A | A

MOVIMENTAÇÃO DE R$ 500 MIL

Polícia apreende celular e documentos na casa de conselheiro preso por violência doméstica

Chamou atenção uma única transação financeira no valor de R$ 500 mil, em nome da vítima, sem que ela tenha conhecimento da origem

KATIANA PEREIRA
Da Redação

O delegado da Polícia Civil, Marlon Luz, responsável pela Delegacia de Chapada dos Guimarães, revelou ao Alô Chapada que foram encontrados documentos comprometedores na casa de Luís Augusto Crivellaro, de 51 anos, na terça-feira (30), durante cumprimento de mandado de busca e apreensão.

Entre os documentos apreendidos está um comprovante que mostra que, em uma única movimentação financeira, foi recebido um valor de cerca de R$ 500 mil em nome da ex-companheira de Luís Crivellaro, que está preso preventivamente por violência doméstica e descumprimento de medida protetiva contra a ex-companheira, uma jovem de 21 anos, que o denunciou.

O delegado informou que no ato da prisão em flagrante do suspeito, que ainda figura como presidente do Conselho de Segurança de Chapada dos Guimarães, foram encontrados cartões de crédito em nome da vítima, mas que estavam na carteira do suspeito.

Em depoimento à polícia, a jovem disse que não tinha conhecimento dos cartões, mas que suspeitava que também estava sendo vítima de violência patrimonial. Além das perseguições, ameaças e difamação.

PJC

Delegado de Chapada Marlon Luz

Delegado da Polícia Civil Marlon Luz

Diante das suspeitas, o delegado requereu a concessão de mandado de busca e apreensão, que foi concedido pela Justiça. “A documentação será analisada. Mas, de forma preliminar, já pudemos constatar a suspeita de fraude processual e falsificação de documentos. Empresas abertas em nomes de outras pessoas, inclusive no nome da vítima. Além de cartões de crédito. Chamou muita atenção uma única transação financeira no valor de R$ 500 mil, em nome da vítima, sem que ela tenha conhecimento da origem. O celular dele também foi apreendido e vamos analisar”, explicou o delegado.

Outro fato a ser apurado é que Luis Crivellaro teria nomeado a ex-companheira como conselheira fiscal do Conseg, sem o conhecimento da mesma. O Conselho de Segurança já ressaltou que repudia os atos imputados ao atual presidente e que atua de forma célere para destituí-lo do posto e nomear nova diretoria.

Leia mais: Presidente do Conselho de Segurança de Chapada é preso por violência doméstica

Audiência de custódia na tarde desta terça-feira (30) no Fórum de Chapada dos Guimarães decretou a prisão preventiva do suspeito. Ele já foi encaminhado para um presídio de Várzea Grande. O processo está em segredo de Justiça.

A redação buscou contato com a defesa do suspeito, mas não conseguiu localizá-lo. O espaço segue aberto.

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia