Segunda-feira, 15 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Segunda-feira, 15 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Política Terça-feira, 09 de Maio de 2023, 13:26 - A | A

Terça-feira, 09 de Maio de 2023, 13h:26 - A | A

CRIANÇA AMIGA DA NATUREZA

Lei "Nasce uma criança, planta-se uma árvore" é sancionada em MT

Empresas privadas e ONGs poderão participar em parceria com o Poder Público, inclusive com a doação de mudas de árvores

Da Redação

O governador em exercício Otaviano Pivetta (Republicanos) sancionou a Lei nº 12.099/2023, de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União). A normativa institui o Projeto Nasce uma Criança, Planta-se uma Árvore no Estado de Mato Grosso.

A finalidade é estimular os municípios interessados a adotarem medidas que incentivem a preservação do meio ambiente e a promoção da educação ambiental, por meio do plantio de uma muda de árvore, preferencialmente nativas da região, a cada registro de nascimento de criança nos cartórios dos Municípios do Estado de Mato Grosso, para ser plantada em local apropriado. Empresas privadas e ONGs poderão participar em parceria com o Poder Público, inclusive com a doação de mudas de árvores.

"A muda de árvore também poderá ser disponibilizada ao pai ou à mãe que expressamente a requerer, em até 90 (noventa) dias após o nascimento, observada ainda a disponibilidade do Poder Público para que, se for interesse da família, faça o plantio da árvore", destaca trecho da publicação.

A muda de árvore será plantada preferencialmente em área pública urbana, observadas as regras de urbanismo da legislação vigente, mediante aprovação do órgão responsável pelo meio ambiente, podendo ser plantada também na zona rural. "Cada criança, junto de seus responsáveis, participante do plantio de mudas, receberá um certificado de “Criança Amiga da Natureza”, em que constará a data de nascimento do filho e a data do plantio da árvore".

Receberá a titulação de “Cidade Amiga da Natureza” os municípios que aderirem ao projeto. "O Poder Executivo, por meio do órgão competente, se necessário, firmará parceria com os cartórios de registro civil e de pessoas naturais para as informações referentes ao número de nascimentos ocorridos mensalmente, a fim de possibilitar o cumprimento da presente Lei. Os municípios que aderirem ao projeto serão agraciados com certificado emitido pela Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso".

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia