Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Política Terça-feira, 14 de Novembro de 2023, 08:48 - A | A

Terça-feira, 14 de Novembro de 2023, 08h:48 - A | A

BRIGA ETERNA

Prefeito ataca governador após PF pedir prisão do filho de Mendes

"Não tenho empresa, nem comércio, não tenho mineradora ou garimpo, não tenho nada", disse Emanuel Pinheiro

Da Redação

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MBD), aproveitou as circunstâncias em que se encontram o governador Mauro Mendes (União), abalado com investigação da Polícia Federal (PF) que pediu a prisão do seu filho, Luis Antonio Taveira Mendes, que estaria envolvido com a compra ilegal de mercúrio, para atacar o desafeto. 

Em entrevista ao portal Veja Bem Mato-Grosso, Emanuel Insinuou que a renda Mendes tem fonte de renda suspeita, e que ele, enquanto servidor público, tem como salário apenas o que obtém do cargo de prefeito.

“Eu nunca respondi a um processo ou condenação. Eu já ocupei vários cargos durante minha vida pública, sou filho de político, tenho filho político, e não tenho uma fazenda, uma chácara, não tenho um sítio, não planto nada. Não tenho empresa, nem comércio, não tenho mineradora ou garimpo, não tenho nada. Eu vivo do meu salário, sou servidor público, sou prefeito da Capital e vivo exclusivamente da minha renda”, declarou.

 O governador tem empresas do ramo de construção e mineração do Estado, com um patrimônio declarado na campanha de 2022 de R$ 138 milhões. Por sua vez, Emanuel já foi investigado diversas vezes. A mais notória foi o episódio do 'paletó', quando o prefeito foi flagrado em vídeo colocando quantia em dinheiro em seu paletó. À época, ele foi acusado de receber mensalinho para aprovar os projetos do Executivo na Assembleia Legislativa.

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia