Segunda-feira, 15 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Segunda-feira, 15 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Geral Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 07:27 - A | A

Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 07h:27 - A | A

APERFEIÇOAMENTO

MPMT busca atuação coordenada para enfrentar crimes cibernéticos

O coordenador do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), Antonio Sergio Cordeiro Piedade, enfatizou a importância da atuação coordenada e colaborativa das instituições que lidam diariamente com investigação

Da Redação

Equipes do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Polícia Judiciário Civil, Polícia Federal, Tribunal de Justiça e Ministério Público Federal participam nesta segunda e terça-feira (14 e 15), no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, do Simpósio “Investigação eficiente de crimes cibernéticos – caminhos adequados”. Cerca de 150 profissionais participam presencialmente e virtualmente, por meio da Plataforma Teams, das discussões.

Na abertura dos trabalhos, o coordenador do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) – Escola Institucional do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Antonio Sergio Cordeiro Piedade, enfatizou a importância da atuação coordenada e colaborativa das instituições que lidam diariamente com investigação.

“Precisamos trabalhar no mesmo formato de uma agência, com sintonia fina entre as instituições para enfrentamento às organizações criminosas que, necessariamente, atuam com as modalidades de crimes cibernéticos”, ressaltou o promotor de Justiça.

O coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO) de Combate a Crimes e Ilícitos Cibernéticos, promotor de Justiça Daniel Carvalho Mariano, lembrou que, por não ter fronteiras, o enfrentamento aos crimes cibernéticos exige atualização constante. “É a primeira vez que nos reunimos para discutir esta temática em rede, com a participação de diversas instituições que atuam diariamente com investigação. É um momento muito importante para network e troca de experiências”, comentou.

Segundo ele, o Centro de Apoio Operacional de Combate a Crimes e Ilícitos Cibernéticos do MPMT disponibilizará esta semana chat, além do Whatsapp, para contato direto e aberto com membros do MPMT e das outras instituições que atuam no enfrentamento às modalidades de crimes cibernéticos.

Na abertura do evento, o coordenador de Tecnologia da Informação do MPMT, promotor de Justiça José Mariano de Almeida Neto, representou o procurador-geral de Justiça, Deosdete Cruz Júnior. Ele ressaltou a importância do evento, lembrando que os crimes cibernéticos causam por ano prejuízos de mais de sete trilhões de dólares. Afirmou ainda que estas novas modalidades de crimes avançam de maneira veloz e que a legislação ainda está sendo alterada para enfrentamento à nova realidade.

A programação do evento inclui palestras de servidores do Departamento de Tecnologia da Informação e do CAO Ciber do MPMT, da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), do CyberGAECO do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), do TikTok, do Grupo Meta (Facebook, Instagram, WhatsApp e Threads), do Google, da Microsoft e da Uber.

* Com assessoria

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia