Sexta-feira, 17 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 17 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Chapada Sexta-feira, 03 de Novembro de 2023, 10:21 - A | A

Sexta-feira, 03 de Novembro de 2023, 10h:21 - A | A

CRIME ESCLARECIDO

Polícia prende ex-namorado suspeito de matar idosa e jogar corpo de penhasco em Chapada

O autor do feminicídio tem registros criminais anteriores por violência doméstica

Da Redação

A Polícia Civil esclareceu o desaparecimento de uma idosa em Chapada dos Guimarães e cumpriu, nesta quarta-feira (01), a prisão do autor do crime de feminicídio, um ex-namorado da vítima, Desolina Ana Chelotti. Com base nos elementos investigados no inquérito policial, o delegado Marlon Luz representou pela prisão temporária do autor do homicídio qualificado.

As diligências da equipe da Delegacia de Chapada dos Guimarães continuam para localizar o corpo da vítima que foi morta após ser jogada de um penhasco. 

Willys Marcelo da Silva, de 59 anos, teve um relacionamento com a vítima durante três anos e cometeu o crime contra Desolina três meses após a separação.

Ele foi interrogado em duas ocasiões na Delegacia de Chapada dos Guimarães e mostrou contradição nas informações prestadas. Imagens de câmeras de segurança de locais da cidade mostram a idosa e ele em uma conveniência de bebidas da cidade, onde a vítima comprou cerveja para o autor do crime.  

reprodução

dona ana

 

O autor do feminicídio tem registros criminais anteriores por violência doméstica.

Durante a investigação, a equipe da Polícia Civil localizou pertences da vítima em uma área isolada no município. As buscas continuarão em alguns pontos onde ele informou que teria jogado o corpo da vítima.

Desaparecimento

Desolina Ana Chelotti Chagas, de 75 anos, desapareceu de sua casa, no bairro Adolfo Koberstain, em Chapada, no dia 10 de julho deste ano. Uma filha dela procurou a delegacia do município no dia 13 de julho após não conseguir contato com a mãe e relatou que a idosa nunca ficava sem dar notícias à família.

A filha de Desolina foi até a residência e encontrou o cadeado do portão trancado. Depois que conseguiu entrar na casa, ela notou que havia comida já estragada, um fogão desmontado e pertences pessoais da mãe, que ela levaria caso tivesse viajado. Ela informou ainda que a mãe havia terminado um relacionamento há pouco tempo.

 

 

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia