Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Chapada Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 16:39 - A | A

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 16h:39 - A | A

AUDIÊNCIA NA ALMT

CDL faz apelo para flexibilização das medidas de controle de fluxo de veículos na MT-251

Da Redação

Durante audiência pública realizada nesta sexta-feira (19) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a Câmara de Dirigentes Logistas de Chapada dos Guimarães fez um apelo aos órgãos públicos por soluções imediatas para o Portão do Inferno. A ideia é amenizar o impacto econômico na cidade, flexibilizando as medidas de controle de fluxo de veículos na MT-25

Confira a medidas que foram apresentadas pelo presidente da CDL local, Kaique Fonseca. Veja entrevista no final da matéria: 

Nova análise da gestão de risco com profissionais dos diversos órgãos responsáveis em Comissão Independente, para emissão de relatório confiável a comunidade;

Reconsiderar várias medidas que podem ter sido tomadas pela falta de conhecimento imediata, mas que não podem perdurar castigando a população por excesso de zelo;

Reanálise nas duras medidas de interdição após as chuvas, se há margem de meia pista para prevenção de possíveis quedas de bloco, que a libere em tempo mais ágil, mesmo que crie intermitência na passagem segura de um veículo por vez, mas que não cessem a passagem;

Liberação de veículos tipo camionete com mercadorias na caçamba com produtos de supermercado, caixas térmicas e materiais leves, não se justifica barrar até colchão, como tem ocorrido. Se a justificativa é peso, está faltando bom senso para não causar aborrecimento desnecessário;

Liberação do trecho para tráfego no período diurno, relocação das equipes de trabalho para o horário de menor uso da rodovia;

Liberação das duas pistas para uso aos finais de semana, uma vez que não há equipes de trabalho no local não se justifica manter meia pista com fita de isolamento, entendemos que a SINFRA irá fazer o monitoramento e estamos gratos por esse atendimento, mas que se necessário entrem em ação para interromper o trânsito quando da necessidade de atuar em situação de risco e não por simples excesso de cuidado desnecessário, que causam tremendo transtorno aos usuários da pista;

Linha de crédito emergencial com período mínimo de 12 meses de carência para socorrer as empresas na manutenção do seu fluxo de caixa nos próximos meses.

ASSISTA ENTREVISTA: 

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia