Sexta-feira, 17 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 17 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Política Terça-feira, 14 de Novembro de 2023, 08:44 - A | A

Terça-feira, 14 de Novembro de 2023, 08h:44 - A | A

MP INVESTIGA

Ex-sócio de Flávio Bolsonaro ameaça colocá-lo na prisão após calote milionário

Atualmente, Santini cobra de Flávio uma dívida de R$ 1.473.344,46 referente ao “prejuízo” na venda da loja.

Da Redação

O ex-sócio de senador Flávio Bolsonaro (PL), Alexandre Ferreira Dias Santini, estaria ameaçando delatar supostos esquemas políticos fraudulentos do senador, segundo informações do colunista Rodrigo Rangel, publicadas no site Metrópoles. O caso envolve a antiga parceria comercial entre Santini e Flávio em uma loja de chocolates da Kopenhagen chamada Bolsotini Chocolates e Café Ltda, localizada no shopping Via Parque, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Investigadores do Ministério Público do Rio (MP/RJ) suspeitam que a loja foi usada para lavagem de dinheiro, com Santini sendo classificado como um “laranja de luxo”. Santini teria rompido uma relação de anos de amizade com o filho do presidente Jair Bolsonaro e agora ameaça expor segredos comprometedores. “Se eu quiser, eu ponho o Flávio na cadeia. Com o que eu tenho na mão, ele vai preso. Sei tudo da vida dele”, teria afirmado Santini sobre os alegados esquemas do senador.

Após o escândalo, a loja foi vendida, e Santini mudou-se para Brasília. No entanto, a amizade entre os dois teria se desfeito perto do primeiro turno das eleições do ano passado, sem uma razão clara para o rompimento.

Atualmente, Santini cobra de Flávio uma dívida de R$ 1.473.344,46 referente ao “prejuízo” na venda da loja. Uma notificação extrajudicial sobre a dívida foi enviada ao senador, que não teria respondido. Segundo Santini, a sociedade era dividida meio a meio, mas Flávio ficava com a maior parte dos lucros.

As ameaças de delação teriam surgido quando Santini não obteve resposta à notificação extrajudicial. O empresário teria procurado Flávio, apresentado os dados da cobrança, mas saiu com a suposta negativa do senador, o que teria dado início às ameaças de revelar segredos políticos comprometedores.

 *Com informações Midia Ninja

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia