Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Fechou na Neblina Terça-feira, 09 de Janeiro de 2024, 07:22 - A | A

Terça-feira, 09 de Janeiro de 2024, 07h:22 - A | A

ESCLARECIMENTO

Secretário diz que vereadora brinca com a Justiça e abusa de vitimismo para escapar do repúdio de seus pares

Na segunda-feira (8), Fabiana registrou  um boletim de ocorrência apontando que o secretário de governo estaria cometendo violência política de gênero. Mello refutou as acusações

Da Redação

O secretário de governo de Chapada dos Guimarães, Gilberto Mello, divulgou nota de esclarecimento afirmando que a vereadora Fabiana Nascimento, tem utilizado de vitimismo e brincado com a Justiça para fugir do processo de cassação que envolve o seu mandato. No dia 21 de dezembro passado, a vereadora teve seu mandato cassado, por 9 votos, desde então, tem utilizado a Justiça para tentar reverter decisão que tomada pela maioria dos vereadores. 

Na segunda-feira (8), Fabiana registrou  um boletim de ocorrência apontando que o secretário de governo estaria cometendo violência política de gênero. Mello refutou as acusações. Veja a nota: 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito das recentes alegações feitas pela vereadora Fabiana Nascimento, de Chapada dos Guimarães, gostaríamos de esclarecer que tais acusações são infundadas e carecem de veracidade. É de extrema importância ressaltar que não compactuamos com práticas que envolvam violência política de gênero ou qualquer forma de desrespeito.

Repudiamos veementemente a utilização de subterfúgios e, mais ainda, a propagação de falsas acusações que visam manipular a opinião pública. Entendemos que o debate político deve ser pautado na honestidade, transparência e respeito mútuo, e não na difusão de informações distorcidas.

No caso em questão, em que a vereadora Fabiana registrou um boletim de ocorrência por suposta violência política de gênero, e tem propagado amplamente, trata-se de uma inverdade. Entrei em uma provocação em grupo de whatsapp, lamento o fato ter tomado tal proporção, no entanto, o meu posicionamento, quando me referi a “apetrechos femininos”, é justamente sobre os constantes discursos focados neste critério totalmente subjetivo da vereadora, de se portar como vítima de perseguição, sendo amplamente utilizado pela sua defesa.

A única justificativa para tal linha de defesa, nada mais é do que fugir do inevitável, determinado inclusive pela Justiça, a quem a vereadora, que usa o nome de Fabiana Advogada, tem brincado ao postergar, ao máximo, a realização de uma nova sessão, que poderá confirmar ou não a sua cassação.

O fato é que nove vereadores da Câmara Municipal de Chapada dos Guimarães já manifestaram o seu repúdio pelas constantes quebras de decoro da parlamentar com seus pares, inclusive manifestando aos quatro cantos que os vereadores não possuem opinião própria, uma clara falta de respeito ao Parlamento a qual se candidatou para integrar.

Reiteramos que é nosso compromisso zelar pela integridade da democracia e das instituições, repudiando qualquer ato que desvirtue o verdadeiro propósito do serviço público. Reiteramos nossa confiança no sistema judiciário para discernir a verdade diante de alegações tão sérias.

Reforçamos que, enquanto agentes públicos, ressaltamos a importância do respeito às divergências de opiniões e a necessidade de um debate saudável para o fortalecimento da democracia local.

Gilberto Mello

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia

Jorge Kaupatez 09/01/2024

\"inclusive manifestando aos quatro cantos que os vereadores não possuem opinião própria\", Um secretário de Estado que se utiliza desse tipo de argumento, que cheira mais a fofoca de salão de beleza, me pergunto e os direitos constitucionais, \"Constituição Federal de 1988, artigo 5º, parágrafo IV: “É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”. Esse é o artigo que, para muitas pessoas, resume o direito à liberdade de expressão, um conceito que tem sido muito debatido na sociedade brasileira nos últimos anos. Portanto Sr. Secretário como diz o texto da Constituição: SENDO VEDADO O ANONIMATO que o Sr. comete ao dizer \" aos quatro cantos\", que cantos são esses que o sr. escuta: cantos de pássaros?, cantos sertanejos? cantos de uma casa especifica? isso é anonimato no seu entender legal? Sem Liberdade de Expressão vamos calar nossas opiniões para garantir o verdadeiro espirito, digo estado democrático de direito.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1