Segunda-feira, 17 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Segunda-feira, 17 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Chapada Sexta-feira, 04 de Agosto de 2023, 11:00 - A | A

Sexta-feira, 04 de Agosto de 2023, 11h:00 - A | A

CULTURA

Águas do Cachuá estreia no Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães

Grupo de Cururu e Siriri, da comunidade de João Carro, se apresenta no dia 04 de agosto, 18h, no palco Sicoob

Da Redação

Que a cultura do povo é seu maior patrimônio não temos dúvidas, e a Associação de Cururu e Siriri Águas do Cachuá, da comunidade João Carro de Chapada dos Guimarães também não. O grupo sobe em um grande palco pela primeira vez no 36º Festival de Inverno da cidade.

O espetáculo “Alegria de João Carro” acontece no próximo dia 04 de agosto, às 18h, no palco Sicoob.   Ao todo mais de 20 componentes, do recente grupo artístico fundado em 12 de junho do ano passado, abrilhantam o evento nacional de Chapada dos Guimarães. Águas do Cachuá está sob a responsabilidade das irmãs Eloísa Bezerra, líder do grupo, e Matilde Bezerra, presidente fundadora, e objetiva  contribuir para manter aceso os sonhos de uma vida melhor para mulheres e homens da comunidade.  

O diretor cultural e coreógrafo do Grupo, produtor cultural Fernando Pael, conta que a origem da Associação tem valor cultural e humano de grande proporção, considerando que a comunidade está localizada em meio às belezas do distante Lago de Manso.  

“Considerando que a comunidade é localizada numa ilha, as filhas do senhor Jacondino Bezerra, o primeiro professor da comunidade, promoviam encontros com as mulheres de João Carro e região,  para falarem sobre suas dificuldades em morar ali, o trabalho no campo, saúde, e também seus sonhos, assim como esse Grupo Artístico constituído a cerca de um ano”, ressaltou.  

Cultura e Arte na ilha  

Sobre o nome do Grupo, Fernando Pael explica que está relacionado ao extinto córrego  Cachuá, “Essa é uma homenagem póstuma a Carlito Cachuá, cantor, músico, e irmão da senhora Eloiza e Matilde Bezerra. Analiso que para além de sermos um grupo artístico, temos uma missão primorosa, que é poder auxiliar as pessoas a terem qualidade de vida, transformando e ressignificando sempre para o melhor”, destacou.  

O grupo se dedica semanalmente aos estudos, pesquisas e ensaios para manter e perpetuar o patrimônio cultural do Cururu e Siriri. “ Hoje somos 12 dançarinas, nove músicos e três pessoas na produção. Somos um grupo com estilo de festas de santo, e devoção à Nossa Senhora Aparecida. Já nos apresentamos em outros municípios, e nos preparamos para chegar mais longe”, ressaltou Fernando Pael, finalizando que Águas do Cachuá tem como madrinha a senhora Dona Domingas Leonor da Silva, do Grupo Flor Ribeirinha, de Cuiabá, e como presidente o senhor Admilson Arruda da Cruz.  

Acesse o Instagram do Grupo

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Álbum de fotos

Comente esta notícia

weller Scalon Pinheiro 09/08/2023

Parabéns a tds do grupo Águas do Cachuá, em especial a D. Eloísa e D. Matilde, pelo resgate dessa dança tipica de nossos antepassados, cururu e siriri, estava tudo muito lindo. vcs tem potêncial para apresentar em qualquer pauco mundo a fora.

positivo
0
negativo
0

José Paulo Rosa 04/08/2023

Muito lindo, sou um grande admirador dessa arte. Parabéns ao grupo. Vai com fé. Sucesso!

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1