Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Variedades Sábado, 03 de Junho de 2023, 09:31 - A | A

Sábado, 03 de Junho de 2023, 09h:31 - A | A

MISTÉRIO

Como 4 crianças podem ter sobrevivido a um acidente de avião na Amazônia?

Extraordinária história das crianças desaparecidas após queda de aeronave em maio atraiu intenso interesse internacional, enquanto uma operação de busca liderada por militares continua na floresta

Caitlin HuKarol Suarez | CNN

Um mês depois que quatro crianças desapareceram na Amazônia colombiana, um relatório preliminar da Autoridade de Aviação Civil do país oferece pistas de como elas podem ter sobrevivido ao devastador acidente de avião que matou todos os adultos a bordo.

A extraordinária história das crianças desaparecidas atraiu intenso interesse em toda a Colômbia e internacionalmente, enquanto uma operação de busca liderada por militares continua na floresta.

O malfadado voo de 1º de maio transportava o piloto Hernando Murcia Morales, o líder indígena Yarupari Herman Mendoza Hernández, a indígena Magdalena Mucutuy Valencia e seus quatro filhos, o mais velho com 13 anos e o mais novo com apenas 11 meses.

Logo após a decolagem matinal da remota comunidade de Araracuara, o piloto comunicou ao controle de tráfego aéreo que procuraria um local de pouso de emergência, segundo o relatório.

“… Mayday, Mayday, Mayday, 2803, Mayday, Mayday, Mayday, tenho o motor no mínimo, vou procurar um campo”, disse ele.

Mais tarde, o piloto informou que o motor havia recuperado a potência e continuou seu caminho – apenas para ter problemas novamente menos de uma hora depois: “…Mayday, Mayday, Mayday, 2803, 2803, O motor falhou novamente… Vou procurar um rio… Eu tenho um rio à direita…”

Desta vez o problema não melhorou. O controle de tráfego aéreo posteriormente rastreou o avião desviando para a direita, disse o relatório. Então saiu do radar.

Apesar das buscas aéreas e aquáticas que se seguiram imediatamente ao incidente, de acordo com o relatório, o avião não seria encontrado até mais de duas semanas depois – tempo que ainda pode ser significativo no destino dos passageiros do avião, já que os investigadores continuam investigando o acidente e suas consequências.

Reprodução

acidente

 Impacto contra as árvores provocou a separação do motor e da hélice da estrutura da aeronave, segundo o laudo / Dirección Técnica de Investigación de   Accidentes 

Um mapa de assentos crucial
Cinco dias após o desaparecimento do avião, os militares colombianos mobilizaram unidades de forças especiais para fazer buscas em terra em 6 de maio. Dez dias depois, na noite de 16 de maio, eles finalmente avistaram os destroços.

Os três adultos foram encontrados mortos no local. Mas todas as quatro crianças estavam desaparecidas – levando os socorristas a presumir que elas haviam sobrevivido, evacuado o avião e estavam caminhando pela selva por conta própria, estimulando um novo esforço de busca.

As fotos dos investigadores da cena do acidente mostram a cauda levantada de um pequeno avião pintado em azul e branco ainda nítido, com o nariz e a frente esmagados no terreno da selva. O relatório diz que o avião provavelmente atingiu primeiro as árvores da densa floresta, arrancando o motor e a hélice, seguido por uma queda vertical no chão da floresta.

“A inspeção detalhada dos destroços indicou que, durante o pouso, houve um primeiro impacto contra as árvores; esse golpe provocou a separação do motor com sua tampa e hélice da estrutura da aeronave”, diz o relatório. “Devido à forte desaceleração e perda de controle no primeiro impacto, a aeronave caiu verticalmente e colidiu com o solo.”

Reprodução

acidente

 Relatório diz que o avião provavelmente atingiu primeiro as árvores da densa floresta / Dirección Técnica de Investigación de Accidentes

Embora aponte que os exames forenses estão em andamento, o relatório sugere que os adultos sentados na frente da cabine do avião sofreram ferimentos fatais com o acidente. “O diagrama de lesões causadas pelo acidente registrava lesões fatais nos ocupantes localizados nas posições 1 (Piloto), 2 (ocupante adulto do sexo masculino) e 3 (ocupante adulta do sexo feminino).

Mas os bancos traseiros, onde estavam as crianças mais velhas, foram menos afetados pelo impacto, segundo o relatório, oferecendo uma possível explicação para sua sobrevivência e sinais de vida – incluindo uma mamadeira, fralda usada e pegadas – encontrados posteriormente na selva por equipes de busca e resgate.

Dois dos três assentos ocupados pelas crianças permaneceram no lugar e na posição vertical apesar do acidente, segundo o relatório, enquanto um assento infantil se soltou da estrutura do avião.

A criança pode ter sido segurada nos braços da mãe, de acordo com o relatório.

As crianças “não foram localizadas na área do acidente, e não havia indícios de que tivessem se ferido, pelo menos não com gravidade. Por isso, iniciou-se uma intensa busca para encontrá-los”, diz.

Até agora, um total de 119 soldados das forças especiais colombianas e 73 batedores indígenas foram mobilizados para vasculhar a área, segundo o relatório.

Parentes disseram anteriormente que as crianças conheciam bem a selva – mas se preocupavam se elas entenderiam que o mundo exterior não havia desistido delas.

“Talvez eles estejam se escondendo”, disse Fidencio Valencia, avô das crianças, falando à TV Caracol da Colômbia no início deste mês. “Talvez eles não percebam que estão procurando por eles; são crianças.”

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia