Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Geral Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 07:35 - A | A

Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 07h:35 - A | A

ALTA COMPLEXIDADE

Hospital Central será 100% gratuito para população mato-grossense

Unidade já está com os processos licitatórios para aquisição de equipamentos em andamento

Da Redação

O Hospital Central, que está na fase final de construção, será 100% gratuito e atenderá os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade que será a referência estadual em alta complexidade já está com os processos licitatórios para aquisição de equipamentos em andamento.

“Esta será uma unidade referência para todo o estado e 100% atendimento pelo SUS, ou seja, gratuito. O que estamos buscando é oferecer na unidade médicos referências nacionais nos procedimentos que iremos ter no local. O governador Mauro Mendes destacou que não temos que oferecer só a melhor estrutura física, mas o melhor tratamento, com os melhores profissionais”, explicou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Ainda de acordo com o secretário, uma equipe do Hospital Albert Einstein já presta assessoria na concepção da unidade, nos serviços e equipamentos que iremos disponibilizar à população. “A forma como o serviço será oferecido a população ainda está em estudo, se teremos uma empresa para fornecer os serviços médicos ou não. Não existe privatização da unidade ou qualquer coisa do tipo. O cidadão precisa ter uma certeza: a unidade será 100% gratuita e com o que há de mais moderno e sofisticado no que diz respeito a tratamento médico em alta complexidade”, ressaltou.

Hospital Central 
O Hospital Central irá atender as demandas de alta complexidade em saúde e recebe investimentos na ordem de R$ 184,5 milhões em obras. No novo projeto, o prédio foi ampliado em 23 mil m² e totaliza 32 mil m² de área construída.

O Hospital Central terá capacidade para oferecer 1.990 internações, 652 cirurgias, 3.000 consultas especializadas e 1.400 exames por mês. O novo projeto prevê 10 salas cirúrgicas, 60 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 230 leitos de enfermaria. Além disso, a unidade de alta complexidade vai dispor de um total de 290 leitos voltados para o atendimento de toda a população mato-grossense.

Dentre as especialidades previstas para o Hospital Central, estão cardiologia, neurologia, vascular, ortopedia, otorrinolaringologia, urologia, ginecologia, infectologia e cirurgia geral.

Veja também: Governo estuda repassar Hospital Central para o Albert Einstein

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia