Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Opinião Sábado, 03 de Fevereiro de 2024, 06:34 - A | A

Sábado, 03 de Fevereiro de 2024, 06h:34 - A | A

RUBENS MARINS

PORTÃO DO INFERNO

24h ABERTO

Rubens Marins

Localizado, na MT 251 - limite entre Chapada dos Guimarães e Cuiabá. Ambiente de natureza histórica sinistra, temerosas e enigmática. Não oferecendo nenhuma segurança; do ponto de vista estrutural, logístico e social, aos admiradores que trafegam e fomentam visitas turísticas, para apreciar as belíssimas paisagens dos paredões de natureza milenar.

Embora seja um local assustador, encanta pela sua imponência sendo um atrativo turístico de raríssima beleza. A estrada que passa pelo Portão do Inferno, considera-se perigosa; todo cuidado é pouco. De um lado um cânion de ± 50m de profundidade, do outro um paredão de rocha de arenito com elevação de ± 20m de altura.

Desde a época na construção no Governo de Garcia Neto; até hoje pouco se fez na segurança de trafegabilidade. A Ponte foi rotulada, para passar somente viaturas de pequeno porte. No entanto, está recomendação passou a ser observada somente recentemente, ou seja, 50 anos depois. Em função desta atenuante, os empresários de diversos ramos, turistas e a sociedade em si, foram submetidos ao risco de vivenciarem, uma turbulência conturbadora de preocupação, que poderia resultar em elevados prejuízos financeiros.

Esta ação estaria decretando a falência econômica e social da cidade; caso a trafegabilidade pelo Portão do Inferno fosse FECHADO. No entanto, é oportuno salientar que em qualquer circunstância o Portão do Inferno nunca fechará; até porque em seus milhares de anos de existência, a natureza edificou-o para estar sempre aberto, ou seja, sem cadeado, sem chave, sem segurança e sem pagar pedágio. No local já ocorreram inúmeros acidentes, seguidos de mortes de pessoas que se jogavam no espaço vazio do abismo.

Próximo ao Portão do Inferno, na rodovia existe uma pequena elevação, que se deixar o carro em ponto morto; curiosamente o veículo ao invés de descer, ele sobe “mistério”. Na década de 80, existiram comentários consistente de que o Portão de Inferno servia de desova aos bandidos que cometiam crimes contra a sociedade.
A sociedade Chapadense está vivenciando, um momento histórico; sobretudo, porque as Autoridades Políticas do Estado, desejam transformá-la no maior Ponto Turístico de Mato Grosso. No entanto, para prevalecer esta intenção, à necessidade de implantar Projetos que visam a Revitalização dos locais possíveis de serem considerados, Pontos Turísticos, logicamente respeitando as características milenares da natureza.

* Rubens Marins é professor aposentado

 

O Alô Chapada não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço, que é de livre manifestação

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia