Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Fechou na Neblina Quarta-feira, 04 de Outubro de 2023, 06:29 - A | A

Quarta-feira, 04 de Outubro de 2023, 06h:29 - A | A

EXPLORAÇÃO

ALMT aprova lei complementar que autoriza garimpo em áreas de reserva legal

O projeto é semelhante à lei complementar nº 717/2022, que foi suspensa no ano passado

g1-MT

A Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou nesta terça-feira (3) um Projeto de Lei Complementar (PLC) que autoriza a realocação de reservas legais para a extração de minerais.

A proposta foi aprovada por 3 votos e segue para votação em plenário. De acordo com o presidente da Comissão de Meio Ambiente, o deputado Carlos Avallone (PSDB), o PLC deve ser votado em uma sessão plenária na próxima quarta-feira (11).

Caso a proposta seja aprovada, a Secretaria do Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema) poderá autorizar a realocação da reserva legal dentro do imóvel rural de substâncias minerais quando não existir local para a atividade minerária.

Além do voto favorável do deputado Carlos Avallone, o projeto também teve votos favoráveis dos deputados Gilberto Cattani (PL) e Dr. João (MDB).

O projeto é semelhante à lei complementar nº 717/2022, que foi suspensa pelo Tribunal de Justiça a pedido do Ministério Público Estadual (MPE) no ano passado.

"Não é fazer mineração em reserva legal. É realocar a reserva local para uma outra área dentro do mesmo bioma, para permitir que continue, nesta área, a exploração e a retirada pela indústria”, disse Avallone.

O parlamentar ainda explicou que a proposta amplia a extração do minério de cascalho. De acordo com ele, alguns municípios do estado já estão pedindo a exploração por meio de pedidos de utilidade pública.

 

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia