Segunda-feira, 17 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Segunda-feira, 17 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Geral Segunda-feira, 14 de Agosto de 2023, 16:31 - A | A

Segunda-feira, 14 de Agosto de 2023, 16h:31 - A | A

FRAUDES VIRTUAIS

Procon-MT alerta consumidores sobre golpes aplicados por e-mail

Orientação é sempre procurar um canal oficial do órgão para informações

Da Redação

O Procon Estadual de Mato Grosso, vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), reforça o alerta para e-mails falsos enviados a consumidores e fornecedores em nome do órgão. As mensagens são encaminhadas com os números de processo e protocolos, comunicando a abertura de reclamação contra uma empresa e solicitando comparecimento ao Procon para esclarecer os fatos e providenciar uma solução adequada e direcionando para links falsos para verificar dados da notificação.

Esses links podem conter vírus e causar danos ao computador ou à rede do usuário. Outro risco é ter acesso a dados privados dos consumidores.

A coordenadora de Atendimento e Orientação em exercício, Ana Rachel Gomes, explica que o Procon não envia links para acessar dados de processo em andamento, portanto, o consumidor não deve acessar esses links e sempre procurar um canal oficial do órgão para informações.

De acordo com a coordenadora, o golpe dos e-mails falsos em nome do Procon está acontecendo em várias cidades e estados do País. Em junho, o Procon-MT já havia alertado a população para esse tipo de golpe. Na quinta-feira (10.08), três pessoas procuraram o Procon para relatar que receberam esse tipo de e-mail.

Ana Rachel destaca que essa é mais uma entre as diversas modalidades de fraudes virtuais. “Nunca acesse links recebidos por mensagens - e-mail, SMS, WhatsApp - e redes sociais, pois o risco de cair em um golpe é muito grande. Os Procons não cobram por seus serviços e não solicitam depósitos de valores por PIX ou outros canais”, ressalta a coordenadora.

* Com assessoria

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia