Terça-feira, 23 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Terça-feira, 23 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Geral Domingo, 16 de Junho de 2024, 13:07 - A | A

Domingo, 16 de Junho de 2024, 13h:07 - A | A

EXTRAÇÃO ILEGAL

Mais de 70% dos alertas de desmatamento por mineração em MT estão em Terras Indígenas

A mais afetada é a TI Sararé, que fica nos municípios de Conquista D’Oeste, Vila Bela da Santíssima Trindade e Nova Lacerda

Do MidiaJur

Mato Grosso teve 593 alertas de desmatamento por mineração em 21 áreas diferentes durante o último mês de maio. Em conjunto, os alertas representam uma extensão de 1,97 km2, espalhados por quatro das cinco regiões intermediárias do Estado. Os dados, disponibilizados pela Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso (SEMA-MT), foram analisados pelo Midia Jur.

74% desses alertas estão em regiões de Terras Indígenas, com concentração nas proximidades da TI Sararé, 3,2% em projetos de assentamento e 2,1% em Unidades de Conservação.

As maiores extensões com indícios de garimpo são localizadas nos municípios de Conquista D’Oeste, com 0,69 km2, Vila Bela da Santíssima Trindade, com 0,52 km2, e Nova Lacerda, com 0,37 km2, todos da Região Geográfica Intermediária de Cáceres (classificação do IBGE).

Fonte: SEMA-MT
O número de alertas em maio deste ano foi cerca de 66% maior do que no mesmo período de 2023, quando haviam 357 registros.

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia