Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Sexta-feira, 21 de Junho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Geral Terça-feira, 14 de Novembro de 2023, 06:28 - A | A

Terça-feira, 14 de Novembro de 2023, 06h:28 - A | A

PELO SUS

Hospital da UFMT vai atender até 100 mil pessoas após entrega de obras

Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) já atende anualmente mais de 35 mil pacientes por ano

Da Redação

Nesta quinta-feira (09) passada, o reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Silva, utilizou a Tribuna Livre da Câmara Municipal de Cuiabá para relatar as atividades desenvolvidas pela instituição, em especial, sobre a conclusão prevista para novembro de 2024 das obras do Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM). O reitor ressaltou que a entrega dessa estrutura tem potencial para triplicar a capacidade de atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na capital.

A solicitação para a participação na Tribuna Livre foi realizada pelo vereador Johnny Everson (PDT), e contou, além da presença do reitor, com a participação do pró-reitor de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT, Fabrício Carvalho.

O vereador Johnny Everson expressou a importância da sinergia entre os poderes, propondo uma parceria formal entre as entidades, visando o benefício direto à população cuiabana. Ele enfatizou a necessidade de estudos prévios e pesquisas para embasar ações legislativas, ressaltando o papel fundamental da Universidade nesse contexto, como contribuinte no pensamento científico e estratégico para a criação de soluções sociais em Cuiabá.

Durante sua exposição na Tribuna, o reitor discorreu sobre os desafios enfrentados no ensino remoto devido à pandemia, destacando as iniciativas da UFMT, como a produção de álcool gel e cartilhas em diversos idiomas, incluindo línguas indígenas. Ele também enfatizou o papel do Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) que, regulado pelo SUS, já atende anualmente mais de 35 mil pacientes por ano.

A UFMT tem como expectativa triplicar essa capacidade até 2025. Segundo o reitor, a reforma do HUJM, que ficou paralisada por uma década e foi retomada há dois anos, tem previsão de conclusão para novembro de 2024. O próximo passo é buscar recursos junto à bancada de Mato Grosso e ao Ministério da Educação, buscando cooperação para concretização desse projeto.

"A intenção é triplicar o número de leitos, pois o hospital não apenas atende a demanda, mas também desempenha um papel crucial na formação de profissionais da área da saúde. Considerando o aumento de vagas no curso de medicina, prevemos a ampliação do hospital, que, ao ser concluída, possibilitará que esses profissionais atendam não apenas na região, mas em todo o estado e até mesmo no país", afirmou o reitor.

*Com assessoria 

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Comente esta notícia