Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather
Segunda-feira, 22 de Julho de 2024
facebook instagram youtube twitter whatsapp
Chapada dos Guimarães
icon-weather

Chapada Terça-feira, 31 de Outubro de 2023, 18:01 - A | A

Terça-feira, 31 de Outubro de 2023, 18h:01 - A | A

REFORMA DE R$ 14,5 MILHÕES

Comércios no entorno da Praça de Chapada voltam a alagar durante chuva; veja vídeos

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram a intensidade da água e uma forte enxurrada invadindo os comércios

KATIANA PEREIRA
Da Redação

 Comércios no entorno da Praça Dom Wunibaldo, a principal da Chapada dos Guimarães, foram invadidos pela água da chuva que caiu na cidade no início da noite de segunda-feira (30). Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram a intensidade da água e uma forte enxurrada invadindo os comércios.

A cena no local é recorrente, mas causou decepção nos comerciantes do entorno da praça, que está fechada para reforma desde o ano passado. O empresariado aponta que esperavam que o escoamento da água seria solucionado com a reforma das vias do entorno da praça.

“Um valor de quatorze milhões e meio, mais de um ano essa obra em andamento, e na primeira chuva tudo alaga novamente. É um absurdo a gente ter que passar por isso. Fizeram uma lombada elevada e ela está represando ainda mais a água. Isso só aumentou o problema que já existia. De que adianta uma praça reformada, que não é resistente à chuva”, questionou a empresária Flávia Cintra, do Santos Barzinho.

De acordo com Flávia, foi feita uma reivindicação para que a construtora responsável pela obra mude a lombada de lugar, já que está localizada bem em uma esquina, e funcionaria como uma barreira, que amplia a contenção de água.

VEJA FOTOS E VÍDEOS:

 

 

 

Entre no grupo do Alô Chapada no WhatsApp e receba notícias em tempo real 

Volte para capa do Alô Chapada

Álbum de fotos

Comente esta notícia

fabiano gutjahr 01/11/2023

é que chuvisko forte...mas a obra será entregue

positivo
0
negativo
0

Carlos 31/10/2023

E viva o governo Mauro Mendes os 300 dias já seguram e agora os prejuízos quem vai bancar?

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1